Em Vilhena, cadelinha doente tentava parir, enquanto moradores jogavam água para “espantar”