Muitos advogados desconhecem a obrigatoriedade de recolher o preparo em agravo de instrumento