Banner juvino publicidade

Rondônia

Rondônia 12/10/2018 12:09 Fonte: SECOM/RO - Texto: Paulo Ricardo Leal

Governador Daniel Pereira fala de visão convergente para a Amazônia durante reunião da Suframa

O crescimento do setor produtivo de Rondônia e as medidas que estão sendo adotadas para a internacionalização do Aeroporto Jorge Teixeira e melhor estrutura no Porto de Porto Velho com vistas à exportação de carne bovina foram elencados pelo governador Daniel Pereira durante a abertura da 285ª Reunião Ordinária do Conselho de Administração da Suframa (CAS), realizada na manhã de quinta-feira, 11, no auditório Jerônimo Santana, no Centro Administrativo do Governo de Rondônia.

A reunião foi presidida pelo secretário-executivo do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), substituto, Fernando Lourenço, e contou ainda com a participação do superintendente da Suframa, Appio Tolentino, da vice-governadora do Acre, Nazareth Araújo, da prefeita de Rio Branco (AC), Socorro Neri, secretário de Estado da Fazenda do Amazonas, Alfredo Paes, do diretor da Agência de Desenvolvimento de Porto Velho, Marcelo Thomé,  bem como de representantes das classes empresarial, política e laboral da região.

O objetivo da reunião é avaliar pauta com 12 projetos industriais e de serviços, sendo dois de implantação e outros dez de diversificação, atualização e ampliação, que somam investimentos totais de US$ 118.3 milhões e estimam a geração de 298 empregos a partir do terceiro ano de funcionamento das linhas de produção. Das quatro reuniões promovidas pelo CAS neste ano, este foi o segundo encontro itinerante dentro da área de atuação da Suframa (Estados da Amazônia Ocidental e municípios de Macapá e Santana, no Amapá).

Em seu pronunciamento, o governador Daniel Pereira chamou a atenção para os investimentos necessários que estão sendo desenvolvidos pelo Governo, citando como exemplo as ações que estão sendo implantadas para a exportação de carne bovina pelo Porto de Porto Velho. “O Estado está entre os primeiros produtores de rebanho nacional. Estamos estruturando o Porto de Porto Velho com o objetivo de implantarmos câmaras frigoríficas com a visão para a exportação de carne, bem como várias outras medidas que irão impulsionar ainda mais a economia do Estado”, argumentou.

Daniel Pereira lembrou também que no ano passado juntamente com os governadores do Acre e do Pará esteve na Alemanha para tratar de políticas de investimentos e, ao mesmo tempo chamou a atenção para a necessidade de que o Brasil olhe para a Amazônia não como problema e sim como a solução dos problemas. “Hoje com a política desenvolvida o Estado de Rondônia é o maior produtor de peixe nativo do Brasil. Assim como Rondônia, os estados do Acre, Pará e Amazonas têm condições de ser grandes produtores de proteínas de primeira qualidade”, comentou o governador lamentando o fato do Brasil importa peixes do Oriente enquanto que na Amazônia há a produção de peixe com exigência ambiental.

“70% do peixe consumido no Rio de Janeiro, conforme dados da Associação Comercial  daquele Estado, são importados. Então, temos que rever a política de importar aquilo que nos temos e isso significaria maior geração de emprego e renda para milhares de pessoas da Amazônia e ainda teríamos uma política de preservação”, enfatizou o governador.

As declarações do governador vão ao encontro das iniciativas do superintendente Appio Tolentino enfatizando que a expectativa de que todos sigam perseverantes em busca de uma Suframa cada vez mais forte para que se tenha em todos os Estados da Amazônia Ocidental e no Amapá maior dinamismo econômico, usufruto dos benefícios sociais com a preservação ambiental tão desejada.

Conforme explica o superintendente, Rondônia vem construindo ao longo dos anos o ambiente econômico capaz de atrair muitos investimentos, utilizando-se estrategicamente dos benefícios fiscais administrados pela Suframa, seja na Área de Livre Comércio de Guajará-Mirim, seja nos demais municípios com incentivos do IPI, para comercialização e industrialização, proporcionando maior fluxo econômico no mercado regional.

Exemplo disso, explica ele, estão nos números apresentados: dos R$ 29 bilhões em compras de mercadorias nacionais incentivadas pela Suframa, 20% são do Estado de Rondônia, o que representa maior acessibilidade aos produtos e mercadorias à população do Estado.

PROJETOS DEBATIDOS

Entre os 12 projetos industriais e de serviços avaliados pelos conselheiros durante a reunião, o maior investimento anunciado é o da empresa TPV do Brasil Indústria de Eletrônicos Ltda, que buscará fortalecer suas linhas de produção de placas de circuito impresso montadas. O projeto da empresa apresenta investimento total de US$ 26.9 milhões e mão de obra adicional de 32 empregos. Outros destaques são os projetos das empresas Procomp Amazônia Indústria Eletrônica Ltda, direcionado à produção de máquina de auto-atendimento bancário com reciclador de cédulas (papelmoeda), com investimento total de US$ 26.1 milhões e mão de obra adicional de 62 empregos; e Flextronics International Tecnologia Ltda, voltado à produção de televisores em cores com tela de cristal líquido, com investimento total de US$ 18.6 milhões e mão de obra adicional de 88 empregos.

Outras iniciativas empresariais que merecem ênfase, de acordo com o superintendente da Suframa, Appio Tolentino, são os projetos das empresas Elsys Equipamentos Eletrônicos Ltda, para produção de controle remoto para condicionador de ar com mais de um corpo, tipo split system, com investimentos de aproximadamente US$ 215 mil e mão de obra adicional de 27 trabalhadores, e Samsung Eletrônica da Amazônia Ltda, com investimentos de US$ 5.56 milhões e previsão de geração de seis empregos, para fabricação de painéis publicitários de utilidade pública, próprio para apresentação de vídeos e imagens em matrizes de diodos emissores de luz (LED).


Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9842-96737

atendimento@planetafolha.com.br

2016 - 2018: Planeta Folha é uma publicação de Planeta Folha - ME. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização por escrita da direção, mesmo citando a fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato! ou fale diretamente com nossa redação - (Fale conosco pelo WhatsApp)
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo